segunda-feira, 30 de maio de 2011

Ode à Alegria!



- Palmas para a Isabela...!

Naquele domingo, 30 de maio de 2010, sua mãe e eu nos empanturramos de 'yakissoba' quase às 23 horas! Comemos não só porque não havíamos jantado ainda - ou porque o China in Box demorou muito a entregar nosso pedido -, mas porque estávamos muito ansiosos: afinal, dali a instantes aconteceria o maior momento de nossas vidas...

Lembro-me como se fosse hoje, dois dias antes, no comecinho da noite daquela sexta, 28 de maio, de quando o obstetra nos informou de que a placenta de sua mãe, que lutou até o fim para ter seu primeiro parto normal, já estava madura e não seria aconselhável esperar mais: ele marcaria a cesariana para domingo ou, no mais tardar, terça, dia 1º de junho - Segunda, doutor, dia 31: é o final do mês de meu aniversário, pelo qual tanto esperei essa menina, e é o meu dia ao contrário...

Nem sei se consigo falar muito daquele dia, meu Deus, foram emoções demais para um pai só... Mas lembro que sua mãe e eu dormimos pouco e que o dia nasceu chuvoso e belamente cinza... Sim, minha doce menininha, porque todas as coisas são belas e é besteira considerar um dia sem sol como feio (ainda mais quando alguém tão especial estava prestes a chegar...)! E eu, conduzindo nosso carro - que dali a dois dias a traria para casa, para a sua casa e para tudo o que preparamos para você, pela primeira vez -, só elevava o meu pensamento a Deus para que aquela água caindo do céu fosse a revelação de um presente Dele para abençoar a sua chegada a este mundo...

Só sei bem o quanto eu estava nervoso, muito nervoso, especialmente quando separaram sua mãe de mim...

- Mas eu não ia assistir?
- Você vai, sim, mas na hora em que vierem lhe chamar aqui... - respondia uma paciente senhora enfermeira.
- E quanto tempo demora isso?

E eu continuava com minhas elucubrações solitárias (meus sogros só chegariam quase uma hora depois): "Por que não me deixam logo entrar; ela está nervosa" - como se eu não estivesse - "Por que ninguém contou que eu teria de esperar tanto? Quando tudo terminar, juro que escreverei sobre todas essas coisas que não nos contam, para ajudar os pais de primeira viagem!"... Cá estou, a tentar, até hoje...

Aquelas horas que se seguiram foram uma eternidade, mas, hoje, tudo se amontoa em frações de segundos até o grande momento: alguém me chamou, botei correndo os trajes e proteções especiais para a sala cirúrgica (mas ainda tive que esperar ver sua mãe se tremendo, meio de frio, meio de nervosa, na mesa de cirurgia até a "hora certa"), liguei, também me tremendo, a máquina fotográfica no módulo de filmagem enquanto o médico me pedia para me afastar um pouco e... Um corte, dois cortes, um pouco de sangue... um cabelo mais negro que a asa da graúna mais romântica de José de Alencar: lágrimas caíram aos borbotões! Minha vida nascia... "49 cm!" ("Ei, a senhora não puxou direito a perninha dela: tenho certeza de que ela passa de meio metro fácil, fácil!" )... 3,580 kg", vaticinava a pediatra assistente! Agora você estava ali, já sem chorar, agasalhadinha, e eu do lado do bercinho de acrílico, chorando sem parar, naquela salinha meio escura, para não a incomodar... E todas as enfermeiras que por ali passavam diziam "é a cara do pai", para o arremate orgulhoso de minha emoção já estonteante...

Filha, ainda vou ter muito tempo, se Deus quiser, para contar-lhe todas as coisas vividas naquele dia 31 de maio de 2010 - e em todos os outros 364 que se sucederam até hoje, o seu primeiro aninho neste mundo! Hoje eu só quero lhe dizer o quanto o Papai é feliz por ter você em cada segundo do dia... Pelo tanto que você me ensina com sua inocência, seu charme, sua vivacidade, seus olhos e seus sorrisos lindos... Pelo amor, pela vida com que Deus me presenteou por meio de você... Enfim, eu só quero dizer o quanto a amo e o quanto lutarei com todos os poderes e forças para vê-la crescer feliz... Na verdade, eu só queria lhe dizer mesmo é que, neste mundo, onde ainda tenho tanto a lhe mostrar, todas as coisas são realmente belas... E que, no meu mundo, você é a mais bela de todas: feliz primeiro aniversário, minha doce Isabela!

11 comentários on "Ode à Alegria!"

Tuka Siqueira on 31 de maio de 2011 08:49 disse...

Parabéns!!! Muitas felicidades à Isabela e à superfamília. Derramei algumas lágrimas lendo este post, algumas acompanhando a emoção deste pai tão amoroso, outras relembrando os momentos inesquecíveis e emocionante do nascimento dos meus filhos. Vivi 5 vezes essa emoção e mesmo que viva 1000 anos, sempre me lembrarei do quanto meu coração batia nestes momentos, tão belos quanto os narrados aqui.
Que a Isabela viva muitos anos cercada de todo esse amor que é só uma retribuição de todas as bençãos e alegrias que ela já trouxe e ainda trará à essa família tão bonita. Parabéns mais uma vez!

Abraços

Mãe Mochileira, Filho Malinha.. on 31 de maio de 2011 10:21 disse...

Adoro teus relatos..parabens a pquena,e a toda a familia.A vc,por definitivamente ser um super pai,e a todos!1Que a pequena traga cada vez mais alegria a vcs todos!!!Beijos e uma otima semana,a começar por esse dia mais que especial!!
:-D
Ps: adorei a musica que escolheste... acabei de acordar e n tem outra coisa melhor que despertar ao som dessa bela musica!!! valew demais!! ;-)

Kcau-Coisa de Garotos on 31 de maio de 2011 12:33 disse...

Ai que babão! Super gostoso ler este post tão româticamente lindo.
Me fez lembrar do bilhete super que encontrei na minha bolsa quando o pai deixou na portaria da maternidade pra mim logo depois de fazer o parto do próprio filho.
Nada melhor que um marido e paisão amoroso pra fazer a gente derreter. *rs
Xeru

Kcau-Coisa de Garotos on 31 de maio de 2011 12:35 disse...

"Paizão"... Só pra constar!

Marina Queiroz on 31 de maio de 2011 12:49 disse...

Vida longa para a pequena Isabela!
Que este seja o primeiro aninho dos muitos que virão.
Cliché demais?
Com certeza!!!!!!!!!!
Mas amar é tão, tão, tão...... que ficamos sem palavras.
Abraços na família inteira

Lilian Amorim on 31 de maio de 2011 14:33 disse...

Que lindo e emocionante relato!
É um momento mágico vê-los nascer, crescer e desenvolverem tão lindamente. É um presente de Deus!
Que sua boneca cresça assim muito feliz e cheia de saúde.
Bjs e PARABÉNS!

Jandira Rosa disse...

Parece que esse 1 ano foi ontem...De lá pra cá cada dia foi muito mais especial, muito mais feliz, muito mais iluminado. Isabela encheu nossa vida de alegria, de muito mais amor e fez a gente ficar ainda mais apaixonado! Essa menina de fato é nossa vida desde o primeiro instante!Impossível esquecer 31 de maio 2010... Tantas emoções! Incontestáveis as emoções que traduziste tão lindamente aqui...A Mamãe soluçou de tantas lágrimas... Feliz Dia da Isabela!Te amo, meu amor!

Sarah Soares disse...

=)
Parabéns, Dil, pela filha linda.
Ah... ela é a tua cara mesmo!!!

Claudinha ੴ on 1 de junho de 2011 21:52 disse...

Ahhhh, esta bonequinha linda! Eu lhe desejo toda a felicidade do mundo, muitos dias de sol e tardes de chuva também, flores perfumadas, sorrisos, saúde, beijos, enfim, tudo de bom!
Parabéns Isabela, parabéns mamãe Jandira e parabéns papai Dil. E a mamãe que me perdoe, mas ela é mesmo muito parecida com o papai!
Beijos!

Chris Ferreira on 2 de junho de 2011 02:10 disse...

Oi SP,
parabéns para a sua linda Isabela. Fiquei emocionada como seu relato. Muito especial.
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Dilena disse...

Fiquei super emocionada pela maneira amorosa que você relata o nascimento dessa linda princesa. Ao mesmo tempo relembrei dos dois momentos mais importantes da minha vida: A chegada dos meus lindos filhos. Seu irmão e você.
Parabéns aos papais por terem essa riqueza em suas vidas.
Para Isabela minha netinha e afilhada, tudo de bom!Que a sua vida seja sempre florida de saúde, paz,realizações e de muitos anos de vida.
Beijooooooooooooos da vovodinha Dilena

Seguidores

 

Diários do Papai Copyright 2008 All Rights Reserved Baby Blog Designed by Ipiet | All Image Presented by Tadpole's Notez