segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Férias nas Estrelas!


Segunda-Feira, dia 1º de Dezembro de 2014

FÉRIAS! Mas não minhas: mesmo ainda bastante afastado do trabalho e de demais atuações afins, eis que minhas férias, licenças e simples "jeitinhos" nada tiveram de "entrega ao nada e à diversão", dando-se, unicamente, e de forma alquebrada, em razão do ritmo louco dos últimos 7 meses, onde, além da maravilhosamente especial nova rotina com os SuperGêmeos, a correria do dia-a-dia ficou ainda mais agitada com os vários problemas que tivemos a Mamãe e eu com falta de funcionários e ajudantes aqui em casa... Mas eis que novos horizontes surgem e algumas apostas têm dado certo quanto a boas pessoas para trabalhar com a gente nestes dias cheios! FÉRIAS? Sim, mas não da Mamãe-X, que retoma suas atividades laborais em sua identidade secreta na próxima semana, já devidamente de volta da sua sua doce licença ao lado do casal de bebês mais lindos da Galáxia! FÉRIAS... Da SuperFilha, que, cada dia mais linda e esperta, vai dar bastante trabalho para a encaixarmos em mais ou menos 12 horas de atenção, atividades e brincadeiras até as aulas voltarem...

Mas antes que enlouqueça pensando em como faremos isso com a mais velha em meio a fraldas, frutinhas e sopinhas para dois pequeninos devoradores adoráveis e seus dois dentinhos (cada) afiados, eis que já em seu "primeiro dia oficial" fora da Escola, já surgiram seus primos vindos do Piauí e ávidos por muitos passeios: e cá estou em casa, com meus oito braços a acalentar a SuperFilhotinha, que está bem irritada por não conseguir pegar no sono, dando antecipadamente a sopinha para o SuperFilho e botando-o, em seguida, para arrotar, e digitando, com as mãos restantes, estas mal traçadas linhas virtuais enquanto a minha mais nova folgada filha aproveita uma viagem de um dia ao lado da mãe e dos queridos parentes até o balneário de uma cidade próxima - ah, claro, Papai do Céu teve piedade e enviou uma garota bem esforçada para nos dar uma força como nossa nova secretária do lar e já está ali, prontinha, a me fazer as vezes de duas das minhas oito mãos... E enquanto os novos desafios do Infantil II não começam, que sejam as melhores férias da vida da minha adorada supermoreninha!

E, falando em Colégio, uma das últimas atividades do ano letivo da Filha foi o seu envolvimento com uma interessante pesquisa com astros, planetas e estrelas, desenvolvida, com muita atenção e carinho, por sua SuperProfessora, a infante Lu Maravilha, cujos poderes da simpatia, da afetividade e da paciência foram importantíssimos para muitas conquistas não só da minha pequena super-heroína, como também de todos os outros meninos e meninas que só tiveram a lucrar ao longo deste 2014 que já vai chegando ao fim, com tantas lições proveitosas e cheias de carinho que receberam dessa "tia" cem por cento, para quem tiro o meu chapéu! Para este projeto, por exemplo, várias vezes a poderosa professora (que ainda teve supercapacidades para aguentar um duro tranco em sua vida pessoal...) pediu aos pais que ajudassem com pesquisas em casa, fotos de uma noite estrelada, com Lua etc. Como sempre tenho tempo para a Educação da minha supergarotinha, acabei me cansando de procurar coisas interessantes e adequadas à sua idade na internet e resolvi eu mesmo lhe falar de tudo o que sempre adorei ler ao longo da vida sobre o Espaço, numa linguagem adequada a ela, e fui mostrando o meu Sol, a minha Terra, a minha Lua, as minhas Estrelas... Até que vi que isso daria um bom texto para a supertia e sua fiel escudeira ajudante lerem na sala para os pequenos, em meio às suas sempre interessantes aulas!

Muito modestamente, creio que o texto ficou bacana e poderá ajudar outros pais que, assim como eu, nada de apropriado costumam encontrar em suas pesquisas para os pequenos na Escola sobre tais e tais assuntos mais "científicos" e acabam tendo que arregaçar as mangas na velha lição do "faça você mesmo". Agora é continuar as férias dela no melhor do mundo da Lua, a relembrar que o Sol é logo ali e podemos apontar e conferir todas as estrelas do céu nalguma noite entediante de dezembro... E como eu sempre tive muita história pra lhe contar, vou dando o meu jeito de nos manter nas estrelas! Ah, mas toda ajuda aqui na Terra será muito bem-vinda, viu?!

O Sol é uma grande estrela e fica no centro do nosso sistema solar, onde a terra e outros planetas giram em seu redor. Sua luz forte ilumina e aquece os nossos dias e, à noite, empresta sua luz para a lua, que a reflete na Terra no lado escuro (não iluminado pelo Sol).

Ah, a Terra é o planeta em que vivemos, que gira em torno de si mesmo e, com isso, tem seu tempo dividido em dias (quando parte é iluminada pelo Sol) e noites (a parte escura), e leva um ano para dar uma volta inteira em torno do Sol – e, assim, surgem as 4 estações (primavera, verão, outono e inverno), dependendo da nossa posição.

Todas as coisas vivas precisam do Sol: as plantas, os animais e as pessoas, adultas ou crianças, especialmente os bebês, que precisam muito da sua luz quente para uma boa saúde! Mas atenção aos horários, porque, quando a luz do Sol está mais forte - na hora do almoço, por exemplo -, ao invés de ganharmos saúde, podemos mesmo é ficar doentes...

E falando no Sol, as estrelas que vemos à noite não somem durante o dia: na verdade, é a luz do Sol que “apaga” o brilho das estrelas, deixando o dia todo muito claro! Por isso é que só as vemos durante a noite, quando a Lua ilumina a porção do planeta sem Sol: com o céu “no escuro”, vemos os vários pontinhos brancos acesos, que são estrelas brilhando muito, mas muito longe mesmo do nosso planeta...

Ainda temos a Lua, que é o satélite natural do nosso planeta e gira em torno da Terra: sua volta completa acontece durante um mês e, a cada semana, ela aparece para a gente de um jeito – quando o Sol ilumina completamente a parte da Lua virada para nós, chamamos de lua cheia; na semana seguinte, quarto minguante ou decrescente (a lua parece a letra D no céu); depois chamamos de lua nova, quando ela não é iluminada e parece que “sumiu” do céu; depois ela volta a “crescer” no quarto-crescente (a Lua parece a letra C no céu), até ser iluminada completamente pelo Sol e parecer cheia, redonda, uma grande bola branca que vemos à noite, uma vez por mês.

Lembrando que a Lua, ao contrário do Sol, não tem luz própria e precisa deste para brilhar à noite. Outra coisa engraçada é que ela é cheia de buracos e, por isso, sempre se brinca que ela é “feita de queijo”! Também é interessante saber que, por causa da volta da da Lua e sua força em torno da Terra (gravidade), as marés crescem e vazam – é quando o mar “enche” e “esvazia”, como vemos na praia!

O homem até já viajou, de foguete, até a Lua, para estudar as coisas do espaço, mas não dá para viver lá, porque não tem ar para respirar, nem água ou plantas... Por enquanto, a gente vai ficando mesmo por aqui, só vendo todo esse espetáculo de longe, bem longe...

Seguidores

 

Diários do Papai Copyright 2008 All Rights Reserved Baby Blog Designed by Ipiet | All Image Presented by Tadpole's Notez