segunda-feira, 14 de maio de 2012

Dia das Mães...
E Aniversário do Pai...


Salgou! Não só a feijoada feita às pressas (qual é a diarista que vai gostar de trabalhar no dia das mães?!) como a "festa" em si: juntar as comemorações do Dia das Mães ao aniversário do Papai, com o objetivo de não separar de mim a SuperFilha (que, naturalmente, acompanharia a Mamãe no almoço com minha sogra, enquanto eu seguiria para a casa da minha genitora) não saiu como se esperava...

Todos com saúde, nenhuma briga, mas... Não sei, algo não deu certo para além do prato principal que cabia a mim servir e do "churrasco atrasado" do cunhado lerdo... Muitos ingredientes acabaram não dando "liga"...

Mas agradeço a Papai do Céu pelo presente-maior meu de cada dia, que é a minha estimada filha, e pela minha linda e amada família, que segue saudável e em paz (especialmente minha mais-que-conservada mãezinha, a Super-Vó-Dinha)! E, é claro, pelos mimos que recebi da Sogra (grata surpresa!), da minha mamã, da esposa querida (que, por sua vez, recebeu seus mimos como boa mãe que é, tanto da filha quanto do papai aqui) e, como não poderia deixar de ser, da filhona de eterno bom gosto (como ela acerta sempre nas camisas que escolhe me dar!)!

E segue a vida... E estes Diários, cada dia mais desatualizados... Mas neste superblogue, tal como no dia das mães (e do meu aniversário!), o que vale é a intenção: assim, mesmo pretérito, atualizar este espaço com notícias da superfamília é sempre bom demais! Tal como homenagear nossas santas mães... Tal como aniversariar nessa mesma data...

Mas, ao longo do dia, os esforços da Mamãe em me pajear acabaram melhorando o sabor de tudo: o delicioso bolinho de chocolate, os parabéns "em público" no improvisado salão de festas e a visita da ÚNICA amiga que se lembrou da data (tendo ainda me presenteado com vários mimos e com a sua presença, em minha casa e em adoráveis sushis ao ar livre), tudo ao lado de uma filha cada dia mais carinhosa com seu papai... É, se o começo salgou um pouco, posso dizer que o finalzinho foi... doce!


segunda-feira, 7 de maio de 2012

Tal como um quebra-cabeça...



Maio. Mês de aniversário duplo, meu e da minha filha. Mês do dia das mães (que, neste ano, caiu no dia do meu aniversário... Ou seria o contrário?). Em outras palavras: mês de festas e homenagens para todos da minha família! E, talvez mesmo por isso, mês de mudanças à vista, não só no meu caminho, por onde muita coisa terá que ser colocada em seu devido lugar (com foco, fazendo favor, senhor!), como nos passos destes humildes (e já quase abandonados) diários virtuais...

Os supervisitantes já devem ter notado o desativamento do espaço para comentários. Tal se deu por razões das mais variadas - sendo que todas elas voltam-se para um único ponto em particular, o tempo: sem tempo para visitar os demais papais e mamães blogueiros (maioria do meu público, especialmente quando se trata de um blogue dedicado a croniquetas sobre ser pai), os comentários começaram a rarear mais e mais por aqui; com os comentários raros, passei a deixar por mais tempo cada postagem no ar, com a sentida intenção de angariar visualizações e comentários de mais pessoas; dando mais tempo a esperar mais comentários aqui e mantendo um outro blogue acolá, acabei me deixando levar pelo outro, por lá escrevendo semanalmente (enquanto, por aqui, só duas vezes por mês - de agora em diante: todo domingo!); já nas últimas semanas, completamente sem tempo, resolvi encerrar mais uma temporada por lá e tentar olhar mais por estes diários tão queridos sobre minha filhota aqui; porém, ainda sem tempo e seguindo desejoso por mais visitações aqui, mas sem tempo de fazê-las a contento por aí (e temerário de continuar esperando, a interferir no número de postagens), neste mês, comentários só por e-mail (endereço na coluna ao lado). Acho que é por aí...

Mas, como este blogue costuma ser sobre minha menininha, vamos a ela: no último episódio, encontramos nossa pequena heroína enfraquecida por uma espécie de kryptonita virótica desconhecida, o que chegou a acabar até com o super-apetite da poderosa garotinha... Porém, graças a uma combinação química de muito-amor e fé-em-Deus, aos poucos a SuperFilha retomou seus poderes e já voltou à ativa! E, o que é melhor, com novas habilidades: não só o supervocabulário está cada vez mais vasto com um sem-número de incríveis repetições vocabulares, como também (e especialmente...) um supersono tranquilo latente, enfim, parece ter-se manifestado ao longo de noites inteiras, desde o início da sua recuperação - vá lá, com uma outra madrugada brevemente interrompida por um chorinho, mas não há mesmo o que reclamar: a Mamãe e o Papai aqui agradecem!

Falei por aqui em postagens anteriores sobre o prazer e a facilidade com que a SuperFilha vinha montando seus quebra-cabeças, brincadeira de que atualmente gosta muito (já está em seu décimo segundo jogo, envolvendo três caixas diferentes). Isso não só me impressiona como me deixa intrigado: como ela gosta tanto de quebra-cabeças... Talvez pelas cores, talvez por causa dos seus personagens favoritos nas estampas a montar... Não, não creio: acho que minha garotinha está mesmo crescendo - e como eles crescem rapidamente, meu Deus! Acho mesmo que se trata de um poder novíssimo em folha: com os dois aninhos batendo à porta, parece que a vida já se mostra como realmente é para ela, apesar de tão pouca idade - muitas cores e alegrias festivas no montar um grande mosaico todo dia, mas com gigantes e inesperadas dificuldades a cada instante, coisas como encontrar tempo para sentar-se com calma e montar tudo, paciência para encontrar a peça certa para "bo-botchar" no lugar apropriado e perseverança para que tudo possa se "encatchar" perfeitamente...

Puxa vida... Minha filha é uma sábia... Acho que aqueles personagens andam ensinando mais coisas a ela do que simplesmente cores e matemática... Valeu, então, "Do-ra"...!

Seguidores

 

Diários do Papai Copyright 2008 All Rights Reserved Baby Blog Designed by Ipiet | All Image Presented by Tadpole's Notez