sábado, 14 de agosto de 2010

Super-Heróis...



Sou pai desde que minha Mulher, a Mamãe, confirmou que estava grávida (através de um exame desses de farmácia, mesmo depois de vários sinais assim o atestarem, como o atraso de seu ciclo superregular). Claro que a ficha cai mesmo quando a barriga se avoluma (não a minha, claro!) e os primeiros chutinhos acontecem, mas a doce sensação da paternidade é algo que me começou muito antes... Diria mesmo que lá na adolescência, quando sonhava, já com a primeira namoradinha, num futuro garotinho com a minha cara...

Talvez por causa disso, ao que foi anunciada oficialmente a gravidez da Mamãe, comecei a "sentir" que era menino! Qual não foi minha surpresa quando, aos três meses, em sua segunda ultrassonografia (a primeira, inesquecível, havia sido com seis semanas de gestação, quando ela ainda era "um grãozinho de feijão com coração batendo"...), a médica perguntou:

- Ansioso, Papai? Já aposta o sexo?
- Ah, sim: 'tou sentindo que é menino...
- Aaah, o Papai se enganou: é uma menina! Olha aqui a "rachinha", 'tá vendo?

Menina? A vida inteira achava que um garotinho seria meu primogênito, com meu nome acrescido de "Filho" e tudo o mais... Mas aquela notícia, muito longe de ser uma decepção (já pensou, encarar as brincadeiras dos amigos e parentes: "Fiu, 'tava 'sentindo' errado, hein, Papai?"!), foi, na verdade, como um bálsamo se derramando sobre mim: "Uma garotinha... Mais uma mulher na minha vida...", pensava extasiado...

Desde menino a gente torce por um time, um super-herói... Os meus favoritos sempre foram o Vasco e o Super-Homem e já imaginava o garotinho com a equipagem cruz-maltina e um quartinho todo azul, repleto com ilustrações do Homem-de-Aço! Mas era uma super-heroinazinha que estava a caminho, para, com seus superpoderes de conquista, vir deixar este pobre pai cativo para todo o sempre...

E assim o foi: nada nem ninguém me dá mais força e, ao mesmo tempo, me desarma mais do que essa menininha e seu olhar poderoso... E eu, que nunca me considerei super-humano em nada (o título é apenas uma brincadeira com o universo difícil para um pai de primeira viagem...), fico sempre a viajar voando com ela, por entre as 28 galáxias conhecidas, em seus sorrisos supermaravilhosos...

Ah, e, sim, ela é minha cara! Pelo menos, é o que a maioria das pessoas me diz...

0 comentários on "Super-Heróis..."

Seguidores

 

Diários do Papai Copyright 2008 All Rights Reserved Baby Blog Designed by Ipiet | All Image Presented by Tadpole's Notez