terça-feira, 1 de março de 2011

Cineminha




– Há quanto tempo não vamos a um cinema, hein?
– Muito tempo... Lembras que foste sozinho, pela última vez, quando eu ainda estava grávida?
– Isso... Para evitar incomodar a Filha com o som alto do cinema... Sinto saudade de um cineminha a dois...
– Eu também... Mas, pelo menos, existe a internet e tu podes baixar muita coisa: o que nos falta hoje é tempo pra ver!

Em tempos de cerimônia do Oscar (estava torcendo para o denso Cisne Negro, mas acabou levando o prêmio maior um bom filme também, O Discurso do Rei), o Cinema, de repente, ficou em alta até nas conversas do botequim! É claro que a Filha ainda não acompanha a Sétima Arte e a maioria dos filmes concorrentes sequer seria indicado para ela, mesmo que tivesse mais idade: sua "videoteca" limita-se aos DVDs da Galinha Pintadinha e da Turma do Balão Mágico, com videoclipes musicais, os quais ela acompanha com bom interesse por um tempo, até se ocupar com uma caixa de papelão à mão ou o controle remoto em cima do braço da poltrona – afinal, ela acaba de completar 9 meses...

Por isso, a não ser por alguns clássicos Disney que ando comprando para a minha própria coleção (tenho mais de 200 títulos, entre VHS, DVD e 'Blue-Ray') e que, oportunamente, serão dela (Alice no País das Maravilhas, Branca de Neve e Os Sete Anões e Fábulas Disney – gosto muito de Animação e adorarei assistir tudo ao seu lado), Cinema só deve vir a ser assunto da minha garotinha quando esta já tiver seus 3 ou 4 anos, quando espero levá-la para ver um bom filme na tela grande da sala escura... Mas isso não impede de mantê-la "na moda", aproveitando a ocasião para falar de Cinema por aqui. Não dos concorrentes ao Oscar (dos quais, para ela, só daria Toy Story 3!), mas sobre aqueles que dizem respeito ao universo das pequeninas maravilhosos e de seus pais nem tão maravilhosos assim...

Isto porque, na semana passada, diverti-me muito revendo na Rede Brasil alguns trechos do clássico O céu mandou alguém (The 3 Godfathers), fita "menor" de faroeste do famoso diretor John Ford onde o eterno cowboy John Wayne e mais dois brucutus vivem três ladrões em fuga que, no meio do deserto, adotam um órfão. Hilário quando encontram um livro sobre como cuidar de bebês e passam a contestar os métodos nada ortodoxos da época (o filme é de 1948, mas se a estória se passa no século XIX), como "jamais dê banho no bebê em sua primeira semana" ou "passe graxa no corpinho da criança"... Bendito hidratante! Mas, como os brutos também amam no Velho Oeste, uma das cenas ficou particularmente bonita: quando um deles surpreende os demais ao cantar para a garotinha pegar no sono...

Muitos são os "clássicos" neste subgênero adorável... Quem pode esquecer de Bancando A Ama-Seca, onde o "Rei da Sessão da Tarde", Jerry Lewis, vivia um simplório "faz-tudo" de uma cidadezinha interiorana que, de uma hora para outra, tinha que penar para dar conta de adoráveis trigêmeas abandonadas numa cesta na soleira de sua porta?! Até hoje me lembro da seqüência onde o comediante, diante do escapulir de um dos bebês em meio a uma nuvem de talco, grita apavorado: "Eu perdi um bebêêê"! Mas tocante mesmo era a cena em que o genial trapalhão põe os pimpolhos para dormir cantando um clássico de ninar italiano, "Dormi, dormi, dormi"...

Porém, o mais lembrado (especialmente pelos papais de primeira viagem) ainda hoje, talvez pelo grande número de reprises na Globo, é Três solteirões e um bebê, adorável refilmagem norte-americana (o original é francês) com Tom Selleck (o eterno Magnum), Steve Guttemberg (de Loucademia de Polícia) e Ted Danson como os três 'bon-vivants' do título, que têm suas vidas completamente transformadas após uma linda recém-nascida, filha de um deles, também ser deixada em sua porta! "Como é que uma coisinha tão pequena faz tanto cocô?" (Steve em seu primeiro dia como "pai") e "Não importa o que estou lendo, mas, sim, o tom da minha voz" (quando Tom é flagrado lendo um livro sobre lutas de boxe para a nenén) são frases que ficaram célebres – assim como também a cena que, pelo visto, nunca pode faltar nesse tipo de filme: a da "canção de ninar", onde os solteirões cantam um clássico dos anos 50 ("Goodnight, Sweetheart") para botar a menininha para dormir...

São muitos os títulos encantadores sobre papais, mas, de qualquer forma, um bom filme sempre nos marca por muito tempo... Mais ainda quando, nesta semana, em que completo três anos de muito bem casado, olho calado para a Mamãe embalando a Filha ao som de uma antiga canção de ninar qualquer e, com um sorriso encabulado nos lábios, vejo um filme maravilhoso passar na minha mente – e, o que é melhor, daqueles de lindo final feliz, com uma doce musiquinha de fundo até os olhinhos de minha garotinha adormecerem e se fecharem num doce "The End"...

8 comentários on "Cineminha"

Mamãe disse...

O último filme que vimos juntos no cinema, foi Alice no País das Maravilhas... Ainda estava grávida e já toda incomodada por passar tanto tempo sentada e com poucas opções de mudança de posição... Tempo bom que espero não tarde em voltar! rsrs.
Nós agora estamos num filme de nossas vidas maravilhoso: contracenando com a protagonista-gorducha mais linda do mundo, super-risonha e muito feliz!E mais uma vez duvidei da tua capacidade de unir os assuntos que até então parecem não ter nada em comum com os bebês!Parabéns, Papai!

Tuka Siqueira on 2 de março de 2011 17:57 disse...

Esse papai tem mesmo o dom de juntar lé com cré e fazer uma bela história. Este post ficou muito fofo.

Abraços à superfamília!

Jurandir Rocha disse...

Muito boa a trilha sonora desses filmes! Melhor ainda ouvir todas elas juntas por aqui! E engraçado como sempre tem a famosa cena da canção de ninar, nunca tinha prestado atenção!!!

Di on 2 de março de 2011 20:43 disse...

Não sei de onde voces são, mas averigua se nacidade de voces, ou uma proxima, não tem cinematerna: www.cinematerna.org.br são sessões especiais onde os pais podem tranquilamente levar seus bebes de ate 18 meses junto com eles. possuem trocadores na sala, som reduzido, uma fileira de luzes acesa, tapetes de eva com brinquedos para os maiorzinhos e equipe treinada para ajudar esse momento a se tornar agradave pra familia toda. Vale a pena e voces não precisam deixar a filha em casa... :)

Lilian Amorim on 3 de março de 2011 14:40 disse...

Olá Superpapai.

Faz tempo que não vou ao cinema e nem me lembro mais qual foi último filme que assisti...rsrs
Mas como disse a Mamãe aí em cima, todos dos dias participo de um filme e este, diria que é o melhor de todos.

Fico feliz que tenha gostado do selinho :) Vou esperar suas respostas.
Bjs

Claudinha ੴ on 3 de março de 2011 20:52 disse...

Olá Papai, Mamãe e Neném!
Ah, eu me lembro do Jerry Lewis passando apuros com os bebês enquanto a mãe se aproveitava de sua ingenuidade! Lembro de todos os filmes que vi com meus filhos, na verdade eu vi sozinha, porque quando eles tinham a idade de sua fofura, também não viam por muito tempo. Com o tempo fomos modificando e hoje vemos alguns filmes juntos, outros não. Não sou fã de terror e suspense e eles são. Aproveite! Passa muito rápido! estes filmes (menos os antiguinhos) que citou (3 solteirões por exemplo) eu vi com meus filhos já grandinhos...
Beijos a todos aí!!!
Good night!

* Para mim, uma lembrança boa da tv, para dormir, era a propaganda da Madrigal: Já é hora de dormir, não espere a mamãe mandar, um bom sono pra você e um alegre despertar...

Vovó disse...

Seus comentários sobre os filmes de bebês e o filme que você vive no dia a dia, como paizão, ficaram muito interessantes! No seu filme, a fofinha é a atriz principal e você está se saindo um excelente diretor! No momento estou escutando a trilha sonora "Dormi, dormi,dormi", canção de ninar deliciosa daquele ótimo filme com o Jerry Lewis.

Quero frisar que faço parte desse filme, embora como coadjuvante, rs rs... Beijos da vovó-dinha.

Mãe Mochileira,filho malinha.. on 11 de março de 2011 19:20 disse...

oiii! ah,me lembro de ter visto esse dos 3 solteroes e um bebe, e curti a beça! hehehe,olha eu entragando a minha idade..kkkk..eu ia te sugerir o "cinematerna"(e pq não uma sessão de cinepaternidade,hehe),ja vi aqui que lhe indicaram, tb indico! por aqui ainda n apareceu mas o conceito deles é bem legal!!! acho que vale a pena!! bjs!!

Seguidores

 

Diários do Papai Copyright 2008 All Rights Reserved Baby Blog Designed by Ipiet | All Image Presented by Tadpole's Notez